Série de Percy Jackson está em desenvolvimento para o Disney+ - Multiversos
Siga-nos nas redes sociais

Uma série baseada nos livros de Percy Jackson está, atualmente, nos estágios iniciais de desenvolvimento da Disney Plus.

Rick Riordan, autor da série de livros de Percy Jackson, veio ao seu Twitter nesta quinta-feira e fez o anúncio em um vídeo ao lado de sua esposa, Becky:


Rick então seguiu com uma declaração, que dizia em parte: “Não podemos dizer muito mais nesta fase, mas estamos muito animados com a ideia de uma série da mais alta qualidade, seguindo os cinco livros da história original de Percy Jackson, começando com ‘O Ladrão de Raios’ na primeira temporada. Tenha certeza de que Becky e eu estaremos envolvidos pessoalmente em todos os aspectos do programa.”

Perseus “Percy” Jackson é o protagonista da série de livros “Percy Jackson e os Olimpianos”. Quando a série começa, Percy descobre que ele é de fato um semideus, o filho de uma mãe humana e o deus grego Poseidon.

Além de “O Ladrão de Raios”, a série é composta pelos livros “O Mar dos Monstros”, “A Maldição do Titã”, “A Batalha do Labirinto” e “O Último Olimpiano”.

Percy-Jackson

Tanto “O Ladrão de Raios” como “O Mar dos Monstros” foram adaptados anteriormente para longas-metragens. Logan Lerman estrelou como Jackson. O primeiro filme foi lançado em 2010 e o segundo em 2013. Os dois filmes receberam críticas mistas da crítica especializada, mas arrecadaram mais de 425 milhões de dólares ao todo em todo o mundo.

Ambos os filmes são da 20th Century Fox, que foi adquirida pela Disney após a conclusão da fusão Disney-Fox no ano passado. No momento, acredita-se que ninguém dos filmes esteja envolvido na série.

Ainda não há qualquer data ou previsão de lançamento informado ao público.


Acompanhe nossas redes sociais para ficar por dentro das novidades:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter


Séries | TV

WandaVision | Rumor sugere introdução dos X-men ao MCU

Além da introdução dos X-men, um link com um dos próximos longas do MCU, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, seria feito em WandaVision.

Júnior Costa

Publicado há

em

WandaVision-X-men-Doutor-Estranho-Rumor

A série WandaVision ainda não teve sua data de lançamento oficial anunciada pelo Disney+, mas um usuário do fórum 4chan afirma ter assistido a temporada completa da primeira produção do Marvel Studios para a TV e revelou diversos detalhes do suposto enredo e o impacto dos acontecimentos na futura Fase 4 do MCU.

OBS.: Como não são informações oficiais, trate tudo como um rumor! Entretanto, esteja ciente, você pode estar tomando SPOILERS, caso as informações a seguir se mostrem verdadeiras. Continue por sua conta e risco. 😉

Segundo o site BGR, que publicou o rumor, o usuário do 4 chan afirma que o tema principal da série será a saúde mental de Wanda (Elizabeth Olsen), que sofreu diversas perdas desde a sua participação em Vingadores: Era de Ultron, como a morte dos pais, do irmão Pietro Maximoff (Aaron Taylor-Johnson) e de Visão (Paul Bettany) pelas mãos de Thanos (Josh Brolin).

++Leia Mais:
– Confira o primeiro trailer de WandaVision
– Viúva Negra, Os Eternos e Shang-Chi ganham novas datas de estreia

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (de Wanda?)

Para conseguir lidar com a dor, Wanda criará realidades baseadas em sitcoms clássicas das décadas passadas como A Feiticeira, Roseanne e Três é Demais. Cada vez que a realidade anterior falha, ela cria uma nova trazendo mais caos e agravando o seu estado mental instável, que culminará em um colapso que a transformará em uma vilã no filme Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, previsto para estrear nos cinemas em 2022. Ainda segundo usuário, Benedict Cumberbatch participará do último episódio, interligando os acontecimentos da série com o longa.

wandavision-cenas-trailer

Outras participações também foram mencionadas durante a série, como a de Mônica Rambeau (Teyonah Parris), filha de Maria Rambeau apresentada no longa Capitã Marvel, de 2019. Mônica terá o poder de absorver energia e, ao tentar utilizar em Wanda, acabará sendo expulsa da realidade criada pela Feiticeira Escarlate. Seu irmão, Pietro, também participará do último episódio, onde Wanda finalmente deverá perceber tudo o que criou, já que tem consciência que seu irmão está morto.

Thanos, o “pai” dos Mutantes do MCU?

WandaVision também deverá apresentar a divisão espacial da SHIELD, conhecida como SWORD, em uma grande batalha que deverá acontecer no último episódio. Fotos dos sets de gravação, vazadas há alguns meses, fortalecem esses rumores. A SWORD será responsável por revelar o maior acontecimento para o futuro do MCU, a inclusão dos mutantes!

Ainda no último episódio, Wanda será presa pela agência espacial e eles explicarão que uma pequena porcentagem das pessoas que voltaram do estalo de Thanos em Guerra Infinita sofreram mutações em seu DNA que resultaram em poderes. O usuário do fórum é categórico em dizer que o personagem que faz essa explicação na série utilizou a palavra “mutante”. Vale ressaltar que, até antes da Disney adquirir parte da Fox, a Marvel Studios era proibida legalmente de utilizar o termo. A introdução dos mutantes no MCU é esperada desde que a Disney comprou a FOX em 2019.

++Leia Mais:
– Doutor Estranho terá papel importante em Homem-Aranha 3
– Escolhida a atriz para viver a Ms. Marvel na série do Disney+

Sai WandaVision, entra WandaVilã

Na cena pós-créditos (não seria MCU sem cena pós-créditos, certo?), Barão Mordo, interpretado por Chiwetel Ejiofor em Doutor Estranho, guiará Wanda para uma sala com figuras sombreadas e a apresentará a alguém sentado em uma espécie de trono. “Ele está esperando há muito tempo para conhecê-la” ele dirá. Os acontecimentos finais de Doutor Estranho, e a cena pós-créditos da série, indicam que Barão Mordo pode retornar como vilão na sequência do filme do mago.

WandaVision deve se inspirar no arco dos quadrinhos conhecido como Dinastia M, onde a Feiticeira Escarlate perde o controle de seus poderes e cria realidades alternativas. A série será lançada ainda esse ano no Disney+, cujo lançamento ocorre no Brasil no dia 17 de novembro.

Dinastia M é uma das mais importantes e aclamadas sagas da Feiticeira Escarlate e dos X-men. Adquira a sua AQUI.


Acompanhe nossas redes sociais para maiores novidades:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter



Continue lendo

Séries | TV

Seth Grahame-Smith será o showrunner da série dos Lanternas Verdes na HBO Max

Série dos Lanternas Verdes na HBO Max trará Guy Gardner, Jessica Cruz, Simon Baz e Alan Scott como personagens principais!

Rafa-el Lima

Publicado há

em

Lanternas-Verdes-Green-Lantern-Serie-

Seth Grahame-Smith está oficialmente definido como showrunner e roteirista da série live-action dos Lanternas Verdes. É o que diz a própria HBO Max.

A série Green Lantern da HBO Max encontrou seu showrunner e roteirista em Seth Grahame-Smith. O romancista ficou mais conhecido graças ao seu trabalho em Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros e LEGO Batman: O Filme. Grahame-Smith também está co-escrevendo o piloto de Green Lantern junto com o veterano do Arrowverso, Marc Guggenheim, com Greg Berlanti e Geoff Johns como produtores.

A série Green Lantern conseguiu autorização direta para uma série de 10 episódios na HBO Max. O objetivo é apresentar alguns dos grandes Lanternas Verdes, como: Guy Gardner, Jessica Cruz, Simon Baz e Alan Scott, bem como Sinestro.

++Leia Mais:
RUMOR | Tobey Maguire e Andrew Garfield em negociações para ‘Homem-Aranha 3’
Confira o elenco do reboot de Resident Evil

Um filme da Tropa dos Lanternas Verdes também está em desenvolvimento, com Geoff Johns à frente como roteirista e produtor. Os detalhes sobre o projeto estão sendo mantidos em segredo, embora o projeto se inspire no trabalho que Johns fez nos quadrinhos, com Hal Jordan e John Stewart prontos para aparecer.

Além dos projetos envolvendo os Lanternas Verdes e a Liga da Justiça Sombria, a HBO Max está desenvolvendo a série de antologia, Strange Adventures DC, e a série DC Super Hero High, de Elizabeth Banks. As notícias da série dos Lanternas Verdes chegaram logo após relatos de que a HBO Max planejava produzir projetos com o selo da DC Comics com orçamentos equivalentes aos de filmes de longa-metragem.


Acompanhe nossas redes sociais para maiores novidades:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter



Continue lendo

Séries | TV

A Maldição da Mansão Bly | Crítica da nova série de terror da Netflix (Sem Spoilers)

A nova “Maldição” que está chegando a Netflix vem com a missão de manter o alto nível de ‘A Maldição da Residência Hill’. Será que consegue?

Rafa-el Lima

Publicado há

em

a-maldição-da-mansão-bly-netflix-crítica-sem-spoilers
Imagem de Divulgação © Netflix

Do mesmo criador de A Maldição da Residência Hill, Mike Flanagan, e do produtor Trevor Macy, chega essa semana na Netflix a série A Maldição da Mansão Bly. O mais novo capítulo da série antológica ambientada na década de 1980, na Inglaterra.

Sinopse
Após a trágica morte de uma babá, Henry Wingrave (Henry Thomas) contrata uma jovem americana (Victoria Pedretti) para cuidar de seus sobrinhos órfãos (Amelie Bea Smith e Benjamin Evan Ainsworth) que moram na Mansão Bly com o motorista Owen (Rahul Kohli), a jardineira Jamie (Amelia Eve) e a governanta Sra. Grose (T’Nia Miller). No entanto, séculos de segredos sombrios envolvendo amores e perdas estão prestes a serem descobertos nesta história macabra.


++Leia Mais:
– Confira o elenco do reboot de Resident Evil
– Animus: Parte I | A Jornada de Altaïr

A Maldição da Mansão Bly chega na próxima sexta-feira, dia 9, à Netflix com uma complicada missão: fazer jus ao excelente trabalho da sua “série-irmã”, A Maldição da Residência Hill.

De antemão preciso confessar uma coisa para que você saiba de onde está vindo essa crítica: eu detesto filmes/séries de terror, com todas as minhas forças. Isto dito, sigamos.

A Maldição da Residência Hill foi, até onde me lembro, o segundo produto de terror que assisti e pude, categoricamente, dizer: gostei! Antes disso apenas o filme A Bruxa havia conseguido o meu respeito. Minha dificuldade com filmes e séries de terror são as histórias que, na minha opinião, tendem a ser rasas e querem, simplesmente, te empurrar para momentos onde um corte, juntamente com um efeito especial tosco e um edição de som, tentarão te levar a um susto bobo. Não dá pra mim.

Esse problema, de um roteiro e direção extremamente limitado e previsível não acontece em A Maldição da Mansão Bly, assim como não aconteceu em A Maldição da Residência Hill, na minha opinião. A trama bem amarrada faz com que em diversos momentos o expectador acredite que está desvendando seus mistérios, apenas para, em seguida, ser surpreendido com os detalhes e o desfecho do mistério.

Os “sustos bobos”, que citei acima, existem. Porém, não tiram o mérito da obra que consegue, durante os seus 9 episódios, manter um bom ritmo entre apresentação e estabelecimento de personagens, aprofundamento da trama e desfecho, sempre recheados com boas doses de suspense e terror, fazendo com que os sustos sejam perfeitamente justificados no roteiro.

Outro grande mérito da série está na manutenção acertadíssima de parte do corpo de atores vistos em Residência Hill. Victoria Pedretti é uma atriz extremamente expressiva ao apresentar as angústias e medos das suas personagens nas duas temporadas não-sequenciais do show. O mesmo pode ser dito de T’Nia Miller, exceto pelo fato de ser sua primeira incursão na antologia de terror da Netflix. Ainda falando sobre o corpo de atores, é impossível não mencionar o ótimo trabalho das crianças: Amelie Bea Smith e Benjamin Evan Ainsworth.

Além de seu decente trabalho de construção de trama, o roteiro ainda propõe uma mudança de arquétipos com proposta inclusiva bastante interessante. Aqui não temos a dupla padrão de cozinheirA e jardineirO, mas o contrário. O papel de conduzir a cozinha sendo simpático e conquistando a todos pelo estômago cabe a Owen (Rahul Kohli), que também é o motorista da mansão, enquanto o papel de ranzinza que prefere a companhia de plantas às pessoas cabe a Jamie (Amelia Eve). Por menor que pareça a mudança é notório quando, no decorrer do tempo, você entende o quão importante foi essa mudança.

++Leia Mais:
– Caverna do Dragão: Requiem | Roteiro original ganha excelente animação fanmade
– Jamie Foxx alimenta o hype em torno de filme sobre o Aranhaverso

A nova série segue a mesma fórmula de série-irmã. A trama propositalmente se passa em um local fechado e grande, permitindo diferentes situações e abordagens, mas sempre dentro do limite proposto e tendo a dificuldade de acesso como ferramenta para o famoso “se virem entre vocês”.  Algo já bastante conhecido em obras de terror. Nem tudo pode ser perfeito, não é mesmo?

Mas, nem só de terror vive a Mansão. Durante toda a temporada somos arrastados para dentro dos dramas pessoais dos personagens, e isso só acrescenta ao enredo proposto. Nenhuma informação apresentada na série é em vão, tudo corrobora para o grand finale da temporada.

A série aposta em uma trabalho de roteiro cheio de pequenos detalhes que vão, pouco a pouco, sendo desvendados e trazendo o vislumbre do quadro todo presente no show. Vale ressaltar que os produtores Flanagan e Macy se inspiraram no livro ‘A Volta do Parafuso’ de Henry James para esta temporada do show.

A Maldição da Mansão Bly consegue muito bem manter o nível de qualidade de sua antecessora, A Maldição da Residência Hill. O trabalho de roteiro é muito bem desenvolvido, bem como sua edição, efeitos práticos e som. Talvez o maior problema da obra sejam as próprias limitações que o gênero naturalmente impõe: é complicadíssimo fazer terror durante o dia, portanto, naturalmente, grande parte da obra ocorre a noite.

Mas, apesar dos poucos pesares, A Maldição da Mansão Bly entra para o restrito hall de obras de terror que me agradaram por ser, como diriam: Perfeitamente esplêndido! (Essa você vai entender quando assistir a série  😉 )

No elenco do show também estão Oliver Jackson-Cohen, Kate Siegel e Tahirah Sharif. Na produção executiva, estão Flanagan e Macy pela Intrepid Pictures, junto com Darryl Frank e Justin Falvey pela Amblin Television.

Você pode assistir A Maldição da Mansão Bly a partir de sexta-feira, dia 9, na Netflix (AQUI).


Acompanhe nossas redes sociais para maiores novidades:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter



Continue lendo

Séries | TV

Caverna do Dragão: Requiem | Roteiro original ganha excelente animação fanmade

Finalmente! O último episódio de Caverna do Dragão, desenho animado sucesso da década de 80, ganhou uma animação de qualidade feita por fãs.

Cleyton Souza

Publicado há

em

caverna-do-dragao-episodio-final

Caverna do Dragão, o desenho animado sucesso dos anos 80 baseado no clássico jogo de RPG Dungeons & Dragons, teve seu cancelamento oficial em 1985. O problema é que nunca tivemos a possibilidade de ver o último episódio da série, o que acabou gerando várias teorias malucas de como os seis garotos (Hank, Eric, Diana, Sheila, Presto e Bobby) retornariam para casa.

Requiem, como foi intitulado o episódio final, chegou a ser escrito pelo roteirista Michael Reaves, um dos criadores da animação, mas nunca saiu do papel. Então agora, mais de 30 anos depois, os fãs conseguiram criar o final dessa jornada utilizando os mesmos traços da animação original e as vozes de um áudio drama lançado em DVD em 2006.

A trama mostra o Mestre dos Magos e o Vingador fazendo uma aposta que decidirá o destino dos jovens heróis, o que acaba levando os garotos para mais uma de suas aventuras.

Confira Caverna do Dragão: Requiem no YouTube onde foi disponibilizado (AQUI). O episódio já conta com a possibilidade da legenda em português do Brasil, basta você habilitar a opção no YouTube.

++Leia Mais:
– Relançamento de HeroQuest foi financiado com sucesso!
– Conan, o Bárbaro, pode ganhar série na Netflix


Acompanhe nossas redes sociais para mais notícias:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter



Continue lendo

Séries | TV

Cobra Kai | Data de lançamento da 3ª e renovação para a 4ª temporada

A série da Netflix, Cobra Kai, ganhou data de estreia para a sua 3ª temporada, além da garantia de renovação para a 4ª

Rafa-el Lima

Publicado há

em

Cobra-Kai-temporada-3-e-renovação-para-4

A Netflix acabou de anunciar a data de lançamento da 3ª temporada da sua série Cobra Kai.

A eterna rivalidade entre Daniel LaRusso (Ralph Macchio) e Johnny Laurence (William Zabka) segue viva mais de três décadas após o duelo no Torneio de All Valley, de 1984.

Para a alegria dos fãs, a 3ª temporada do show estreia dia 8 de janeiro de 2021 no serviço de streaming.

Além disso, a empresa não perdeu tempo e já garantiu a renovação da série para uma 4ª temporada! Confira o trailer ACIMA.

Cobra Kai é uma série que dá continuidade à icônica franquia de filmes Karatê Kid, da Sony Pictures Television, e tem roteiro e produção executiva de Josh Heald, Jon Hurwitz e Hayden Schlossberg através da produtora do trio, a Counterbalance Entertainment. Ainda na equipe de produção executiva estão Will Smith, James Lassiter e Caleeb Pinkett, da Overbrook Entertainment, juntamente com Susan Ekins em associação com a Sony Pictures Television. Ralph Macchio e William Zabka são co-produtores executivos.

++Leia Mais:
– Jamie Foxx pode retornar como Electro em Homem-Aranha 3
– Conan, o Bárbaro, pode ganhar série na Netflix

As duas primeiras temporadas de Cobra Kai, da Sony Pictures Television, chegaram à Netflix no começo do ano.

A terceira temporada começa após a violenta briga que deixou Miguel em uma situação de risco. Enquanto Daniel procura respostas em seu passado e Johnny busca redenção, Kreese manipula ainda mais seus alunos vulneráveis com a sua própria visão de dominação. A alma do Valley e o destino de cada estudante e sensei estão em jogo.

Acompanhe Cobra Kai em: http://netflix.com/cobrakai


Acompanhe nossas redes sociais para maiores novidades:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter




Continue lendo

Séries | TV

Conan, o Bárbaro, pode ganhar série na Netflix

Estaria o bárbaro cimério mais famoso do mundo pronto para estrelar sua própria série na Netflix? Por Crom, SIM!

Rafa-el Lima

Publicado há

em

Conan-o-bárbaro-série-Netflix

O mais famoso bárbaro da fantasia medieval pode ganhar uma série na Netflix. De acordo com o site Variety, Conan, o mais famoso personagem de Robert E. Howard, está caminhando para ganhar uma série no serviço de streaming.

Nenhum detalhe sobre o enredo ou cronograma para início dos trabalho da série foi revelado ainda. No entanto, o que foi confirmado é que a iniciativa partiu de Fredrik Malmberg e Mark Wheeler da Pathfinder Media, e é parte de um acordo maior pelos direitos exclusivos da biblioteca de Conan que está atualmente em negociação entre a Netflix e a Conan Properties International, que pertence a Cabinet Entertainment. Como parte do possível negócio, a Netflix teria o direito de adaptar as propriedades de Conan, o bárbaro, para filmes e TV tanto para live-action quanto nas animações. Malmberg e Wheeler serão os produtores executivos desta série por meio da Pathfinder, caso tudo dê certo.

A potencial série da Netflix é o segundo esforço de um serviço de streaming em fazer algo com o personagem nos últimos anos. A Amazon, em 2018, iniciou o desenvolvimento de um programa baseado nos trabalhos de Howard, com a Pathfinder Media também envolvida, mas não avançou.

++Leia Mais:
– Escolhida a atriz para viver a Ms. Marvel na série do Disney+
– Relançamento de HeroQuest foi financiado com sucesso!

As histórias de Howard sobre Conan, principalmente as publicadas na revista Weird Tales, definiram o gênero espada e magia. Os contos originais também foram adaptados para dezenas de romances e histórias em quadrinhos, uma série de TV animada e filmes.

Conan já foi interpretado nas telas por Arnold Schwarzenegger, em dois filmes no início dos anos 1980, e por Jason Momoa, que assumiu o papel em um único filme em 2011, que ofereceu uma nova visão ao personagem.

Se essa proposta de uma série do Conan sair do papel, o bárbaro se juntará, na Netflix, a uma lista de títulos de fantasia que inclui The Witcher, Warrior Nun e Cursed, A Lenda do Lago.

Acompanhe as histórias de Conan, o Bárbaro, através dos seus quadrinhos. Adquira-os AQUI.


Acompanhe nossas redes sociais para maiores novidades:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter




Continue lendo

Séries | TV

Escolhida a atriz para viver a Ms. Marvel na série do Disney+

Após meses de anúncios sobre a escolha dos produtores e diretores de Ms. Marvel, finalmente temos a escolha da protagonista da série!

Rafa-el Lima

Publicado há

em

Ms-Marvel-Imon-Vellani-Disney+-series

Parece que a busca por uma atriz para interpretar a Ms. Marvel finalmente chegou ao fim. De acordo com o site Deadline a Marvel Studios contratou a atriz iniciante Iman Vellani para o papel de protagonista da sua série baseada nos quadrinhos da heroína.

Nas últimas semanas vimos que a Marvel e Disney+ nomearam Adil El Arbi & Bilall Fallah, Sharmeen Obaid-Chinoy e Meera Menon como diretores do projeto.

Ainda de acordo com o Deadline, a Marvel não quis comentar a notícia.

A série Ms. Marvel terá como produtora a showrunner Bisha K. Ali e focará em Kamala Khan, uma adolescente inumana paquistanesa-americana que mora em Nova Jersey, e que assume a alcunha de Ms. Marvel por ser fã da Capitã Marvel. A heroína apareceu pela primeira vez em 2014 como a primeira personagem muçulmana da Marvel a estrelar seu próprio título, e ela se tornará o primeiro herói muçulmano da Marvel Studios na tela. O chefe da Marvel Studios, Kevin Feige, disse que, além de aparecer nas telinhas, Kamala Khan será incluída em futuros filmes da Marvel.

Ms-Marvel-Imon-Vellani-Disney+-series2

Contemplem o rostinho da nossa Ms. Marvel, uma heroína que veremos muito nos próximos anos do MCU.

O plano da Marvel sempre foi ser o mais fiel possível à personagem da Ms. Marvel nas HQs e encontrar a atriz ideal para interpretá-la, mesmo que isso significasse escolher uma pessoa que não era muito conhecida do público.

++Leia Mais:
– Série documental Marvel 616 mergulha no mundo dos super-heróis
– Confira o primeiro trailer de WandaVision

A Marvel e a Disney + têm trabalhado arduamente para definir seu plano de desenvolvimento nas últimas semanas, não apenas definindo Tatiana Maslany para interpretar a protagonista de She-Hulk, mas também dando ao personagem Nick Fury de Samuel L. Jackson sua própria série. O estúdio também anunciou que WandaVision seria o primeiro show a estrear no streaming ainda este ano.


Acompanhe nossas redes sociais para maiores novidades:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter




Continue lendo

Séries | TV

Série documental Marvel 616 mergulha no mundo dos super-heróis

Confira o trailer da nova série documental do Disney+ sobre o universo criativo das produções de HQs, séries e filmes de super-heróis.

Rafa-el Lima

Publicado há

em

Marvel-616-Disney+-série-documental

A Marvel disponibilizou hoje um trailer totalmente novo para a série documental Marvel 616. Esta nova série chegará ao Disney+ ainda este ano e oferecerá um mergulho profundo no universo Marvel. Mas não apenas o que se esconde nas páginas dos quadrinhos. Em vez disso, a série terá como objetivo mostrar-nos como a Marvel causou um impacto no mundo real ao longo dos anos, explorando todos os tipos de histórias envolvendo os personagens e fãs da empresa.

O trailer começa nos apresentando um pouco da filosofia do falecido Stan Lee, que prepara o cenário para o que o documentário está tentando realizar. O trailer nos dá breves vislumbres das oito histórias diferentes que serão contadas, através dos olhos de oito cineastas diferentes, ao longo da primeira temporada do programa. Cosplay. Arte. História. Teatro.

Marvel 616 se propõe a explorar o legado da Marvel, de personagens, criadores e contadores de histórias pioneiros. Cada documentário, que é dirigido por um cineasta diferente, mostra as interseções de narrativa, cultura pop e fandom dentro do universo Marvel. Os episódios desta série de antologia cobrirão uma ampla gama de tópicos, incluindo os artistas da Marvel, as mulheres da Marvel Comics, os personagens esquecidos da Marvel e muito mais.

++Leia Mais:
– Confira o primeiro trailer de WandaVision
– She-Hulk | Tatiana Maslany será a protagonista da série do Disney+

David Gelb dirigiu o primeiro episódio, intitulado The Japanese Spider-Man (O Homem-Aranha Japonês, em tradução livre), que mostra a adaptação japonesa de 1978 do amado cabeça-de-teia da Marvel, que raramente foi visto pelos telespectadores do resto do mundo (exceto pelos memes, claro). Gillian Jacobs dirigiu o segundo episódio da série. Ele oferece uma perspectiva do que significa ser mulher no que é percebido como uma indústria movida por homens. Intitulado Higher, Further, Faster (Mais Alto, Mais Longe, Mais Rápido, também em tradução livre), o episódio traz para o centro da conversa as mulheres pioneiras da Marvel Comics e explora como elas encontraram maneiras de contar histórias de representação e inclusão. Amazing Artisans (Artesãos Incríveis) é o terceiro episódio, dirigido por Clay Jeter e apresenta dois artistas da Marvel, Javier Garron e Natacha Bustos, que vivem em Barcelona.

Paul Scheer dirige o quarto episódio intitulado Lost and Found (Achados e Perdidos), que explora personagens obscuros e esquecidos do universo Marvel. Suit Up! (Vista-se!) é o quinto episódio e foca a cultura do cosplay. Foi dirigido por Andrew Rossi. Sarah Ramos dirige Unboxed (Foda da Caixa), sexto episódio, que mostra a relação entre brinquedos e quadrinhos. Bryan Oakes dirigiu The Marvel Method (O Método Marvel), episódio sete, que explora o que foi necessário para criar a nova história em quadrinhos do Homem de Ferro de 2020. Por fim, Alison Brie dirige o último episódio da temporada, Marvel Spotlight (Projetor Marvel). Ele mostra um grupo de alunos de uma escola secundária da Flórida que está apresentando novas peças de teatro da Marvel Spotlight.

O Disney+ também terá uma gama de séries do MCU começando com WandaVision ainda este ano. Entre as demais atrações também estão O Falcão e o Soldado Invernal, Loki, She-Hulk dentre outras. E mais, as série serão fortemente ligadas ao Universo Cinematográfico da Marvel, ao contrário do Demolidor da Netflix e sua trupe.

Marvel 616 tem estreia marcada para 20 de novembro na Disney+. Não deixe de conferir o novo trailer lá em cima, no início do post.


Acompanhe nossas redes sociais para maiores novidades:
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter




Continue lendo

Top do Mês